Notícias

ARTIGO: Estudos sobre responsabilidade civil

Em Caxias do Sul, o exercício da jurisdição especializada permitiu aferir que questões de biomecânica dependem de perícia ergonômica para serem apuradas, NÃO só de perícias médicas, e, de modo geral, provocou uma abertura de diálogo multidisciplinar entre diversos profissionais, como FISIOTERAPEUTAS, engenheiros de segurança do trabalho, médicos do trabalho que permitem aprofundar o nexo de causalidade para imputação da responsabilidade civil decorrente dos acidentes. Ainda, que, de cada trinta ações trabalhistas, cerca de vinte já vêm instruídas com perícia ergonômica (por engenheiros e fisioterapeutas) e perícia médica, sendo que o índice de acordos melhora após os laudos.

Na íntegra: http://www.ambito-juridico.com.br/site/index.php/index.php?n_link=revista_artigos_leitura&artigo_id=13596&revista_caderno=25

______________________________________________________________________________

TST – TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO

DIRETRIZES SOBRE PROVA PERICIAL EM ACIDENTES DO TRABALHO E DOENÇAS OCUPACIONAIS

Art. 1º – Nas perícias em matéria de acidente do trabalho e doenças ocupacionais deverão ser nomeados peritos que atendam as normas legais e ético-profissionais para análise do objeto de prova, tais como médicos, psicólogos, FISIOTERAPEUTAS, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, engenheiros, dentre outros, sem prejuízo da nomeação de mais de um profissional, ainda que não se trate de perícia complexa, nos moldes do art. 431-B do Código de Processo Civil.

DIRETRIZES PERÍCIA

______________________________________________________________________________

CREFITO 11 – Oficio Pericia para Fisioterapeuta

______________________________________________________________________________

Justiça do trabalho dá poder a fisioterapeutas

Decisão tem desagradado a médicos, que falam em irregularidade

Fonte: AGazeta On Line

______________________________________________________________________________

Dentro da lei:

Fisioterapeutas podem emitir laudos e pareceres (Por Camila Ribeiro de Mendonça)

Fonte: Site CONJUR

______________________________________________________________________________

Em agosto de 2012, a Revista “A voz do Advogado da OAB de Manaus publicou artigo abordando a atuação do fisioterapeuta como perito e referindo jurisprudência favorável à atuação deste profissional.

Leia na íntegra: Por unanimidade, TST respalda a atuação do fisioterapeuta como perito judicial

_______________________________________________________________________________

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s